dez 232010
 

“Como é que o Papai Noel não se esquece de ninguém?” (Da canção natalina que todo mundo conhece)

Seja rico ou seja pobre, o velhinho sempre vem, não é isso? Em tempos em que até a grande mídia resolveu evocar a existência real do Papai Noel (para além da criação cultural da Coca-Cola), o Monge também quer elucubrar sobre o misterioso bom velhinho. Mas espere aí, a temática do Natal não era para ser sobre amor e compreensão, em homenagem ao aniversariante? Bem, já comentei por aqui que a festa de 25 de dezembro é muito antiga, tendo sido celebrada como aniversário de muitas outras divindades humanas. A data marca o fim do solstício de inverno no hemisfério norte, e tem a ver com renascimento, renovação, vida e morte, mudanças de era, cataclismas e afins. Mas isto é um assunto para outra oportunidade. Continue reading »

dez 022010
 

Monge, o que você vai pedir neste Natal? (dos milhares de leitores do Monge)

Pergunta básica, feita geralmente por aqueles que querem te dar um presente, mas não tem a mínima idéia por onde começar. Ou então por invejosos de carteirinha, sempre com os olhos voltados para as conquistas e presentes alheios. Mas creio que, na verdade, estão querendo sugestões de coisas para se pedir, não para presentear. Nem sempre sabemos com certeza o que desejamos, e nunca é demais buscar sugestões. Assim como nunca é demais oferecê-las. Continue reading »