out 302010
 

Monge, hiperconectividade, hipersexualização, hiperatividade… Vivemos em uma “época hype” e passageira, é uma tendência quase óbvia do desenvolvimento da sociedade da informação e do consumo, ou tratam-se de fenômenos pontuais? (Lucas, por email)

Sim, meu amigo, esta é a mais óbvia tendência social da civilização pós-moderna, conectada e hype. Difícil dizer que se trata de um fenômeno pontual, visto o quanto ele está vinculado ao próprio conceito das novas tecnologias, que chegaram com o intuito de ficar. Mas se por algum motivo tais tecnologias deixarem bruscamente de existir, estaremos em sérios apuros paradigmáticos. Mas para isso seria necessário no mínimo um pulso eletromagnético em escala global. Capacidade para isso nós temos, resta saber quem seria doido de apertar o botão. Mas deixemos os devaneios apocalípticos de lado.

Continue reading »