abr 192011
 

Monge, por que música ruim “gruda” na cabeça? (Patrícia Alves)

Querida Paty, músicas ruins são uma praga universal. Graças a tudo que é sagrado, não são apenas elas que grudam na cabeça, pois do contrário não teríamos mais um minuto de descanso mental. Boas canções também podem ficar ecoando repetidamente em nossos ouvidos.

O macete está no fato de que uma música não precisa ser necessariamente boa nem ruim para ficar na cabeça o dia inteiro (ou a semana inteira, em alguns casos). Alguns acordes familiares, um refrão repetitivo, uma letra que dê para no mínimo entender o que o cantor quer dizer (mesmo que não queira dizer nada), e pronto, você tem praticamente um sucesso instantâneo nas mãos. Seja um axé, sertanejo ou rock colorido. A qualidade da canção, no entanto, não é determinada necessariamente pelo número de pessoas que passarão os próximos dias cantarolando a dita cuja sem parar. Se fosse assim, Restart faria melhores canções do que a banda Karnak. Fato.

Preste atenção nas próximas canções que tocarem na sua “trilha sonora interna”. Elas podem dizer muito sobre você.

 




Confira também

coded by nessus

 Leave a Reply

(requerido)

(requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>