abr 132010
 

[singlepic id=799 w=200 h=120 float=center]

Como vai, sábio Monge?

Tenho uma pergunta para ti:

Onde está a humildade e para aonde foi a gentileza dos nossos governantes?

Na verdade são duas perguntas em uma.

Forte abraço,

Gilberto Caldeira

Humildade? Gentileza? Creio que o senhor bateu em porta errada, meu amigo. Aqui, tanto eu quanto os meus nobres colegas somos senhores da altíssima respeitabilidade. Chegamos aqui como representantes do povo, eleitos pelo povo. Somos importantes. Vocês mal conseguem levar adiante algum processo contra nós, nossos cargos nos protegem. Temos ao nosso lado a mais poderosa das leis, mais antiga e mais influente do que qualquer legislação já escrita pelos homens: a lei de quem manda, pode.

Eu e meus colegas mandamos, meu amigo. Não me venha com essa de que a palavra final é da população, pois ela já deu o seu pitaco a partir do momento em que me colocou nesta cadeira. Se o povo confia em mim a ponto de me eleger, deixe então que eu faça meu trabalho. Não me venha com cobranças e reivindicações. Tenho mais o que fazer. Acham que eu exercito meu cargo só para vocês? Muita gente investiu um bom dinheiro para que eu chegasse até aqui, nada mais justo que eu atenda aos interesses deles primeiro. E se por acaso estes interesses entram em conflito com os seus… Paciência, meu amigo. Espere pelo próximo, quem sabe os financiadores dele não querem algo parecido com o que você quer. Mas eu acho difícil.

Eu tenho mais o que fazer. Sempre tenho. Acha que é fácil lidar com toda essa parafernália burocrática? Isto aqui é uma bagunça, estou lhe dizendo. Garanto que você não saberia nem por onde começar. Política é um jogo, meu amigo, e só devem jogar aqueles que estão devidamente preparados. Quem entende da “coisa”, entendeu? Cá entre nós, como acha que é a minha relação com os nobres colegas? Os tapinhas nas costas apenas escondem o punhal. Há muita gente aqui que gostaria de me derrubar desta cadeira, e todo cuidado é pouco.

Agora com licença, que já dispensei um tempo precioso com seus questionamentos, meu amigo. Lembre-se que estamos em ano eleitoral, então eu tenho que cuidar dos meus afazeres práticos. Parecer ocupado, entende? Tome um chaveiro, vote em mim. E ponha-se daqui para fora.




Confira também

coded by nessus

 Leave a Reply

(requerido)

(requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>