fev 162010
 

Meu mundinho desabou. O castelo de cartas tão delicado que sustentava os meus alicerces da ociosidade se foi com o vento. Só aos 27 anos de idade descobri que não há uma lei que regulamente a terça-feira de carnaval como feriado. Creio que só descobri depois de tanto tempo pois nunca trabalhei na bendita data. Faço meu mea culpa envergonhado por ser um ávido crítico do “jeitinho brasileiro”, que é usado como desculpa por boa parte da nossa população para cometer violações éticas, legais e morais em todas as escalas imagináveis.

Nem a famosa loja que só perde para o governo em anúncios (aquela que tem o nome da terra do axé) abriu hoje, e olha que essa loja e aquela outra com nome de ‘nativa deste continente’ são dessas que abrem nos dias mais insólitos.

Segundo a Lei nº 10.607, de 19 de dezembro de 2002, “são feriados nacionais os dias 1º de janeiro, 21 de abril, 1º de maio, 7 de setembro, 2 de novembro, 15 de novembro e 25 de dezembro”. Além desses, fica a rigor de cada estado ou município adicionar seus respectivos feriados de acordo com os costumes locais. Neste caso, apenas no Rio de Janeiro ficou definido que a “terça-feira gorda” seria feriado, segundo a Lei 5.243/2008, sancionada em 14 de maio daquele ano pelo governador Sérgio Cabral.

Sendo assim, resta-me apenas o recolhimento. Ou, na gíria comum, “baixar a bolinha” e ficar quieto. Vai que um dia alguém resolve levar esse país a sério, daí não quero ser queimado na fogueira acendida pelos tolos.

“… o tolo, em troca, não desconfia de si: acha-se muito plausível, e vem daí a invejável tranquilidade com que o néscio se planta em sua própria estupidez. Como esses insetos que não há como se tirar do buraco onde habitam, não há modo de se desalojar o tolo de sua tolice, levá-lo para passear um pouco mais além de sua cegueira e obrigá-lo a comparar sua pobre visão habitual com outros modos de ver mais sutis. O tolo é vitalício e sem poros.”

José Ortega y Gasset – Rebelião das Massas




Confira também

coded by nessus

 Leave a Reply

(requerido)

(requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>