Pizza simples

 Posted by at 11:58 pm  T.I.
fev 102010
 

Você acredita em promessas de grandes mudanças nas áreas alagadas do país? A questão é mais complicada do que cada um imagina. Os “grandes” políticos que fazem parte da administração desse país só sabem discursar e na hora de colocar as atitudes para valerem à pena, lá vai mais uma história. O forno esquenta e sai a pizza.

A situação é tão catastrófica que só quem vivencia sabe os sentimentos que escoam naquele mar de desespero. Pessoas choram pela perda de suas conquistas. A luta foi grande para adquirir seus bens, mas em cinco minutos tudo se despede e vai embora numa queda d’água. O descaso é constrangedor. A população é tratada como os ratos mortos que bóiam na água suja da correnteza.

Tudo se torna estado de emergência, mas o engraçado é lembrar da época das eleições onde o povo tinha valor. Sopas de letrinhas eram jogadas em campanhas eleitorais com diversos sabores. Cada um focava uma área. Mas e agora? Os ingredientes da sopa se foram e nem o caldo pode ser feito, ou melhor, ninguém abre a boca para explicação ou resolução alguma. O povo brasileiro vai mais uma vez digerir as letrinhas de políticos que estão agora na vida boa do apartamento de luxo. Esse é o nosso país, o grande Brasil! Quem sabe um dia decretem estado de calamidade em Brasília.




Confira também

coded by nessus

  2 Responses to “Pizza simples”

  1. Leve e profundo.
    Se todos os textos críticos tivessem essa leveza com tamanha inteligência… seria lindo!

  2. Decretar estado de calamidade em Brasília foi ótimo!!! :)
    Apenas, tecnicamente falando, penso que por “Decreto” não seria possível, porém, poderia ser objeto de um projeto de lei de iniciativa popular, pois o Decreto dependeria do Poder executivo… e cá entre nós, acho que ele não teria esta iniciativa né? ..rrrs
    Saudações

 Leave a Reply

(requerido)

(requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>