A saúde pede socorro

 Posted by at 10:37 pm  Artigos, T.I.
fev 282010
 

Um país de todos! Esse é o lema que o governo leva para o cidadão. A palhaçada começa daí. Sabemos que os nossos direitos são leis, mas na maioria das vezes não conseguimos colocá-las em prática. O caos aumentou trazendo desespero para o paciente que precisa de atendimento no SUS – Sistema Único de Saúde. Um dos principais direitos passou a ser taxado como pior.

Tudo acontece de forma direta e desrespeitosa. A população sofre ao precisar do serviço público e não conseguir atendimento. A cena é a mesma em qualquer lugar. O doente chega, faz a ficha de identificação e recebe aquela mesma frase na cara: “O senhor, por favor, aguarde ali que já vai ser atendido”. Passam vinte, trinta, quarenta minutos e nada. Lá está a pessoa necessitada. Depois de uma hora ou alguns dias, pode ser que haja o atendimento, ou então, o paciente morreu ou desistiu. A preocupação é tanta, que maca virou carrinho de bate-bate em hospital. O corredor, passarela de sofrimento e o médico, estátua da liberdade.

“CONSTITUIÇÃO FEDERAL, Art. 196 – A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação.”

A falta de leitos e equipamentos necessários compromete uma vida. Vida? O que seria vida em hospitais públicos? Nada. Os governantes que hoje ocupam o cenário nacional não se importam com a distribuição correta de verbas na área da saúde, acarretando no descaso para com o cidadão que votou e acreditou em suas promessas vazias. Cenário que ao invés de virar uma enorme e deliciosa salada de frutas de respeito, paz e comprometimento, virou panetone. Guerra de cobiça envolvendo a falta de vergonha na cara.

A tendência é piorar cada vez mais. O cidadão passa pela preocupação, pelo nervosismo e pela morte. Não ache exagero falar em morte. Só quem sofreu com a experiência de perder um ente querido pela falta de médicos, equipamentos e leitos, sabe o que isto significa. Qualquer fila de hospital ou Unidade Básica de Saúde pode relatar o sofrimento de quem acreditou em promessas esquecidas nas campanhas. Além da desatenção existem outros pontinhos que podem ser enumerados e levados a uma lista de problemas que geram o caos do Sistema Único de Saúde. Assim, fica a pergunta. Você concorda que o seu Brasil é um país para todos?





Confira também

coded by nessus

 Leave a Reply

(requerido)

(requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>