jan 302010
 

[singlepic id=799 w=200 h=120 float=center]

É impressionante o potencial da internet em termos de invasão de privacidade. Lá está o sujeito navegando tranquilo, lendo sua mídia online preferida e conversando com os amigos pelo MSN. De repente, em sua caixa de e-mails, depara-se com um singelo spam (mensagem não solicitada enviada automaticamente para vários endereços eletrônicos) que promete revolucionar completamente a sua vida sexual. Ele sabe que aquilo é uma bobagem, e que o link oferecido provavelmente direciona-o para uma página que infestará seu computador de vírus, worms (programa malicioso semelhante ao vírus de computador) e spywares (programa que rouba dados do computador, tais como senhas e nomes de usuário). Mas o incômodo causado por este tipo de mensagem vai bem além do risco potencial ao qual o computador está exposto.

Mensagens instantâneas e sites com conteúdo sexual não são exatamente uma novidade. Como diz uma velha piada que corre na rede, a internet foi criada com a intenção de facilitar a troca de material pornográfico entre pessoas de diversos lugares do mundo. Todo o resto só veio depois. Mas além das incontáveis páginas dedicadas às mais variadas fantasias individuais (ou grupais), é imensa a quantidade de anúncios nesta temática direcionados ao público masculino. “Aumente seu pênis”, “prolongue o prazer a dois”, “faça sexo ainda esta noite!”, e por aí vai. Ao pobre rapaz que apenas busca descontração em uma madrugada solitária, fica a sensação de incompletude e de fracasso na vida amorosa. Nem todos são bem resolvidos como o cantor Enrique Iglesias, que foi garoto-propaganda de um modelo de preservativos tamanho P, e as empresas sabem muito bem disso.

É a mesma lógica perversa das clássicas revistas femininas, que conseguem fazer qualquer mulher se sentir feia, gorda e sexualmente “travada”. E que nada mais é além da lógica do consumismo aplicada às relações sociais. Distribua a idéia aos seus clientes de que eles são pouco atraentes, inexperientes, ou simplesmente desagradáveis. Semeie infelicidade e insegurança, e depois venda a ilusão de que você pode ajudá-los. Seja uma lista de “100 maneiras de agradar seu homem” ou de perfis femininos em um site de encontros. Seja uma calça que ajuda a combater a celulite ou uma bomba de vácuo para aumentar o tamanho do ego masculino. Mas muito cuidado para não agradar demais, pois o segredo é nunca deixá-los totalmente satisfeitos.




Confira também

coded by nessus

 Leave a Reply

(requerido)

(requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>