jan 202010
 

(publicada originalmente na edição 2 – abril de 2009 – segunda quinzena)

Uma das manchetes do jornal “O Globo” de 14 de setembro de 1957. Políticos de oposição e situação transformaram a Assembléia Legislativa do Estado em um verdadeiro campo de batalha no dia anterior. O motivo seria a leitura e votação, em primeiro turno, do processo de “impeachment” do governador. Morre o sogro do governador da época, deputado que teria inciado o tiroteio e sobram alguns feridos.
Dentre eles, Márcio Moreira Alves ou Márcio Alves Filho como assinava à época, morto no último dia 4 de abril de 2009. Cobria o fato pelo jornal “Correio da Manhã”. Tiroteios, projéteis e histórias políticas à parte um exemplo de que existe companheirismo sincero no jornalismo daqueles tempos. Saulo o socorreu amarrando um cinto à sua coxa direita para estancar a hemorragia. Levado ao Hospital do Câncer, único aberto na cidade e lá internado, ficara impossibilitado de qualquer ação fora escrever os textos sobre o ocorrido. Saulo não teve dúvidas…
Na cidade, sem luz durante cinco dias, a única forma de comunicação externa era uma rede de comunicação, a Radional (empresa do Diário Associados que efetuava radiocomunicação entre estados e terriórios além de interurbanos). Era usada para envio de informações ao governo federal. O equipamento de transmissão encontrava-se dentro da agência de Correios e funcionava através de uma pequeno gerador de energia movido à gasolina. Saulo obteve uma autorização especial do Exército e, além de seu material, enviou a matéria de seu colega.
Márcio Moreira Alves ganhou o Prêmio Esso de Reportagem em 1958 com os textos enviados e graças a solidariedade do colega de profissão.

Saulo Gomes, 81 anos, repórter investigativo. Há mais de meio século cobrindo a história do Brasil.

 Leave a Reply

(requerido)

(requerido)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>